Monthly Archives: October 2007

Perdoa-me, Senhor

Perdoa-me Senhor
Às vezes esqueço que dai olhas por nós
E não me lembro de parar e ouvir-te a voz
Ando num mundo em que não sinto
Em que me escondo e em que minto
Fico menor

Ajuda-me senhor
A ver a esperança quando á volta tudo é dor
A ganhar força e a voltar a acreditar
Eu já perdi a confiança
Já não sou mais uma criança
Não sei sonhar

Perdoa-me senhor
Por fechar a minha mão sem a estender
Por não lembrar que devo dar sem receber
E em vez de sim Te digo não
Por isso peço o teu perdão
Senhor

I paid the local youth ministry a visit and was overwhelmed by the warmth and friendlyness with which I was immediately included into their community… an open protest against the anonimity that the world has become. The song above, sung in community with the students at CREU, is not only overwhelmingly beautiful but also incredibly powerful. Let it sink in and reflect upon the absurdity of your daily habits. Forgive me, Lord.

Hoffnung means hope…

Advertisements

Leave a comment

Filed under Faith, Life